jueves, 7 de noviembre de 2013

PROJETO DE LEI É APROVADO NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA E SANCIONADO PELO GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA


COM ALEGRIA INFORMAMOS QUE O PROJETO DE LEI DE ADMISSÃO DE DIPLOMAS ESTRANGEIROS FOI APROVADO E SANCIONADO PELO GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA.



AGRADECEMOS, A PRESIDENTE DA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO DA ALERO, DEP. EPIFÂNIA BARBOSA, AOS TODOS OS DEPUTADOS ESTADUAIS, E AO PEQUENO GRUPO DE ASSOCIADOS DE RONDÔNIA, QUE, TRABALHOU COM DETERMINAÇÃO E FÉ PELA APROVAÇÃO DESTE PROJETO. QUEM FICA INDIFERENTE À NOSSA LUTA, PREJUDICA A SI MESMO E DIFICULTA NOSSA VITÓRIA. ENTRA NA LUTA CONOSCO!
MARCAMOS A AUDIÊNCIA NA CÂMARA DE VEREADORES DE PORTO VELHO, REQUERIDA PELO VEREADOR JOSÉ WILDES DE BRITO, PARA ENTRADA DO PROJETO DE LEI MUNICIPAL NO PRÓXIMO DIA 19/11/2013, AS 14:OO HS.
PARTICIPE! VAMOS JUNTOS ESCREVER UMA NOVA PÁGINA NA HISTÓRIA DA REVALIDAÇÃO NESTE PAÍS.  REVALIDAÇÃO JÁ!

Profº Vicente Celestino de França
Presidente ANPGIEES
ANPGIEES - Associação Nacional dos Pós-Graduados 
em Instituições Estrangeiras de Ensino Superior


AGENDA PARA O MÊS DE NOVEMBRO DE 2013:
 O4 DE NOVEMBRO DE 2013, AUDIÊNCIA PÚBLICA NA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO DA CÂMARA DE VEREADORES DE SALVADOR-BA,
06 DE NOVEMBRO DE 2013 – AUDIÊNCIA PÚBLICA NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE RONDÔNIA, PORTO VELHO-RO, 09:00 HS;
O8 NOVEMBRO DE 2013, REUNIÃO COM ASSOCIADOS E ARTICULAÇÃO COM DEPUTADOS E VEREADORES EM JOÃO PESSOA, PARAÍBA, AS 15:00;
13 DE NOVEMBRO DE 2013, REUNIÃO NA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE ALAGOAS;
14 DE NOVEMBRO DE 2013, AUDIÊNCIA PÚBLICA NA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO  DA CÂMARA DE VEREADORES NA CIDADE DE N. Sra.  DO SOCORRO-SE, 09:OO HS;
14 DE NOVEMBRO DE 2013, AUDIÊNCIA PÚBLICA NA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO  DA CÂMARA DE VEREADORES NA CIDADE DE CARMÓPOLIS-SE, 15:OO HS;
19 DE NOVEMBRO DE 2013, REUNIÃO NA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE RONDÔNIA-RO, 09:00 HS;
19 DE NOVEMBRO DE 2013, AUDIÊNCIA PÚBLICA NA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO  DA CÂMARA DE VEREADORES NA CIDADE DE PORTO VELHO-RO, 14:OO HS;
20 DE NOVEMBRO DE 2013, AUDIÊNCIA PÚBLICA NA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO  DA CÂMARA DE VEREADORES NA CIDADE DE TRAIRI-CE, 14:OO HS;
23 DE NOVEMBRO DE 2013, REUNIÃO NÚCLEO ANPGIEES RECIFE, INSTITUTO PULSAR, BOA VIAGEM RECIFE-PE, 14:OO HS;
26 DE NOVEMBRO DE 2013, REUNIÃO NÚCLEO ANPGIEES BRASÍLIA, PREPARAÇÃO AUDIÊNCIA PÚBLICA, 14:OO HS;
28 DE NOVEMBRO DE 2013, AUDIÊNCIA PÚBLICA NA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO  DA CÂMARA DE VEREADORES NA CIDADE DE CAJAZEIRAS - PB, 10:OO HS;


OBS: PODERÁ HAVER ALTERAÇÕES NA AGENDA.

miércoles, 6 de noviembre de 2013

Projeto de lei que revalida diplomas estrangeiros é aprovado na Assembleia

Os deputados da Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE) aprovaram um projeto de lei que regulamenta a revalidação do diploma expedido em universidades estrangeiras – cursado em países membros do acordo do Mercosul, bem como de Portugal - no estado de Alagoas. A decisão, que vale para as especializações de pós-graduação ”strictu sensu” e mestrado, é um assunto debatido por vários legislativos estaduais e pelo Senado Federal. Agora o PL segue para a apreciação do governador.
De acordo com a Associação Brasileira de Pós-Graduados no Mercosul, cerca de 80% dos diplomas oriundos de países do Mercosul não são reconhecidos no Brasil. Uma realidade que não condiz com a Constituição Brasileira, que registra em um decreto presidencial (de nº 5518/2005 no seu Art. 5°) que o país faz parte do Estados Partes do Mercosul -  um acordo feito entre nações para garantir a admissão do exercício das atividades de docência e pesquisa.
A proposta da revalidação do diploma é de autoria do deputado estadual Judson Cabral (PT-AL), que demonstrou animação com a aprovação. “É uma vitória importante para muitos profissionais que esperam há anos que o Ministério da Educação (MEC) valide seus diplomas”.
Para Benedito Anadão, diretor-geral da Central de Ensino e Aprendizado de Alagoas (Ceap), que é conveniada com a Unasur – instituição de ensino paraguaia -, a decisão do Legislativo alagoano foi uma ótima iniciativa, no sentido de buscar e aperfeiçoar o sistema educacional alagoano.
“É de suma importância o momento em que vivemos. Estamos num momento em que a sociedade busca esse aperfeiçoamento no nosso sistema educacional. Dessa forma, é preciso ter a consciência de que nosso país vive de educação. Com essa base, teremos esperança de pessoas competitivas e instruídas”, disse Benedito.

Deputados apoiam a revalidação
O deputado Judson Cabral afirmou que o objetivo do projeto é fazer com que os diplomas dos cursos de pós-graduação e outras especializações – mestrado e doutorado -, oferecidos pelas instituições do tratado Mercosul, sejam reconhecidos.
“Esse é um projeto que vai ao encontro dos anseios de muitos formados. O País ampliou o ensino superior e agora é a vez das especializações, que chegaram através de várias faculdades”, conclui o deputado.
Outro parlamentar que apoia a necessidade da revalidação do diploma de pós-graduação de países do Mercosul no Brasil é o deputado estadual João Henrique Caldas (Solidariedade-AL). Segundo ele, a avaliação seguida da revalidação é importante para os professores que investem no exterior.

“Agora esses profissionais poderão vir para o nosso Estado em busca de trabalho e conhecimento. Mas, para isso, a avaliação e a revalidação desse diploma é importante para os professores já possam atuar na sua área com esse diploma”, frisou JHC.

domingo, 3 de noviembre de 2013

Orientações de Tese: um novo serviço

Estamos associados a uma equipe de pesquisa de alto nível para assessorar aos alunos no processo de conclusão do seu empreendimento acadêmico: a elaboração e apresentação do trabalho final, que outorga ao aluno o diploma acadêmico.
Oferecemos orientações em grupo (por área de conhecimento) e individuais, de ótimo nível acadêmico,  nas modalidades presenciais, e a distancia  através de uma plataforma.
Queremos ajudar aos alunos  dar esse último passo, e com certeza o mais importante, para chegar ao objetivo final, através dos seguintes serviços:

  • Orientações para a elaboração de tese, conforme seu tema de interesse e as normativas exigidas pela universidade.
  •  Adaptação de trabalhos às  normativas exigidas pela universidade;
  •  Tradução de trabalhos ao espanhol;
  •  Revisão e correção de trabalhos;
  •   Ajuda para a apresentação de tese: elaboração de resumo e dissertação;
  • são de parecer final conforme exigência da universidade;
  •  Impressão e  encadernação de trabalhos.



Damos atendimento a alunos de todos os níveis acadêmicos (licenciatura, mestrado, doutorado), todas as áreas do conhecimento e todas as universidades paraguaias.

sábado, 28 de septiembre de 2013

Reconhecimento de diploma de universidade estrangeira pode ficar mais fácil

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) aprovou, nesta quinta-feira (26), projeto (PLS 399/2011) que prevê o reconhecimento automático, no Brasil, de diplomas de cursos presenciais de graduação, mestrado ou doutorado expedidos por instituições de educação superior estrangeiras de reconhecida excelência acadêmica. Para tanto, deverá ser divulgada pelo poder público, periodicamente, a lista de cursos a serem abrangidos.
Segundo a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), o reconhecimento dos diplomas dos brasileiros que estudaram no exterior compete às universidades. Para o autor do projeto, senador Roberto Requião (PMDB-PR), os procedimentos adotados pelas diferentes instituições de ensino superior têm variado muito.
"São frequentes os relatos de processos excessivamente caros, pouco transparentes, demorados e arbitrários, que resultam, não raro, em prejuízo a estudantes de destaque e na negativa do reconhecimento ou revalidação de estudos realizados em cursos de universidades de excelência acadêmica internacionalmente reconhecida", argumenta Requião, na justificação do projeto.
Segundo Requião, o objetivo da proposta é agilizar e desburocratizar um sistema que penaliza aqueles que fazem cursos de ponta, em instituições de excelência comprovada. O senador citou o exemplo de Portugal, que admite o reconhecimento automático dos diplomas de pós-graduação brasileiros emitidos por cursos com nota 6 ou 7 da Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).
O relator na CRE, senador Cristovam Buarque (PDT-DF), defendeu a aprovação do projeto. "A revalidação dos diplomas é uma medida há muito aguardada por grande número de estudantes brasileiros que buscam diversificar sua formação profissional, acadêmica e cultural", observou.
Cristovam aceitou emenda do senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) estabelecendo norma para que os documentos sejam submetidos à análise no âmbito administrativo, bem como prazo para a duração do processo de revalidação, de 90 dias úteis. A matéria vai à Comissão de Educação, Cultura e Esporte, em decisão terminativa.

viernes, 20 de septiembre de 2013

Lei para admissão de diplomas do Mercosul é aprovada

Diplomadas passam a ser reconhecido pelo município de Aracaju

O Projeto de autoria do presidente da CMA, Vinícius Porto (DEM), dispõe sobre o reconhecimento dos diplomas para efeito de concursos públicos ou seleção de docentes e pesquisadores no âmbito do município de Aracaju, como também para fins de carreira de ensino e pesquisa. Ao abraçar a causa, o vereador respaldou a Campanha Nacional pela Admissão de Diplomas do Mercosul promovida pela Associação Nacional dos Pós-Graduandos em Instituições Estrangeiras de Ensino Superior (ANPGIEES).


Para o presidente da Câmara de Vereadores de Aracaju, o reconhecimento da admissão de diploma estrangeiro vai assegurar a atuação de professores capacitados, o que implica na melhoria da qualidade de ensino e, como consequência, na melhoria dos indicativos na área educacional da capital junto ao Ministério da Educação (MEC). “A admissão do diploma também vai garantir aos profissionais que fizeram mestrado e doutorado fora do Brasil, direitos como mudança de nível e melhoria salarial”, reforça o parlamentar.

O presidente da ANPGIEES, professor Vicente Celestino de França comemorou a aprovação do Projeto ao receber das mãos do vereador o Diário Oficial do Município com a publicação da nova Lei. “É uma vitória importante, principalmente quando se avalia a nossa realidade. Diante da escassez de vagas para mestrado e doutorado nas instituições de ensino superior do Brasil, muitos professores buscam instituições estrangeiras no intuito de buscar o aperfeiçoamento profissional. Mas, após a conclusão do curso, as instituições de ensino superior brasileiras dificultam o reconhecimento dos diplomas expedidos pelas instituições estrangeiras”, explica professor Vicente Celestino.

De acordo com a Associação, a nova Lei Municipal vai beneficiar a mais de 200 pessoas que hoje estudam no estrangeiro e, de forma imediata, a 35 professores que aguardam a admissão de seus diplomas para que recebam os seus direitos, entre eles, a elevação de nível.. “Pessoas que fizeram pós-graduação fora do país e que hoje não têm o seu diploma reconhecido significa um atraso para o nosso país. Por isso, a Câmara de Vereadores de Aracaju, por meio de seu presidente Vinícius Porto está de parabéns ao dar esse exemplo de cidadania”, reforça Celestino.
O Projeto de autoria do presidente da CMA, Vinícius Porto (DEM), dispõe sobre o reconhecimento dos diplomas para efeito de concursos públicos ou seleção de docentes e pesquisadores no âmbito do município de Aracaju, como também para fins de carreira de ensino e pesquisa. Ao abraçar a causa, o vereador respaldou a Campanha Nacional pela Admissão de Diplomas do Mercosul promovida pela Associação Nacional dos Pós-Graduandos em Instituições Estrangeiras de Ensino Superior (ANPGIEES).
Para o presidente da Câmara de Vereadores de Aracaju, o reconhecimento da admissão de diploma estrangeiro vai assegurar a atuação de professores capacitados, o que implica na melhoria da qualidade de ensino e, como consequência, na melhoria dos indicativos na área educacional da capital junto ao Ministério da Educação (MEC). “A admissão do diploma também vai garantir aos profissionais que fizeram mestrado e doutorado fora do Brasil, direitos como mudança de nível e melhoria salarial”, reforça o parlamentar.

O presidente da ANPGIEES, professor Vicente Celestino de França comemorou a aprovação do Projeto ao receber das mãos do vereador o Diário Oficial do Município com a publicação da nova Lei. “É uma vitória importante, principalmente quando se avalia a nossa realidade. Diante da escassez de vagas para mestrado e doutorado nas instituições de ensino superior do Brasil, muitos professores buscam instituições estrangeiras no intuito de buscar o aperfeiçoamento profissional. Mas, após a conclusão do curso, as instituições de ensino superior brasileiras dificultam o reconhecimento dos diplomas expedidos pelas instituições estrangeiras”, explica professor Vicente Celestino.

De acordo com a Associação, a nova Lei Municipal vai beneficiar a mais de 200 pessoas que hoje estudam no estrangeiro e, de forma imediata, a 35 professores que aguardam a admissão de seus diplomas para que recebam os seus direitos, entre eles, a elevação de nível.. “Pessoas que fizeram pós-graduação fora do país e que hoje não têm o seu diploma reconhecido significa um atraso para o nosso país. Por isso, a Câmara de Vereadores de Aracaju, por meio de seu presidente Vinícius Porto está de parabéns ao dar esse exemplo de cidadania”, reforça Celestino.
Para o presidente da Câmara de Vereadores de Aracaju, o reconhecimento da admissão de diploma estrangeiro vai assegurar a atuação de professores capacitados, o que implica na melhoria da qualidade de ensino e, como consequência, na melhoria dos indicativos na área educacional da capital junto ao Ministério da Educação (MEC). “A admissão do diploma também vai garantir aos profissionais que fizeram mestrado e doutorado fora do Brasil, direitos como mudança de nível e melhoria salarial”, reforça o parlamentar.
O presidente da ANPGIEES, professor Vicente Celestino de França comemorou a aprovação do Projeto ao receber das mãos do vereador o Diário Oficial do Município com a publicação da nova Lei. “É uma vitória importante, principalmente quando se avalia a nossa realidade. Diante da escassez de vagas para mestrado e doutorado nas instituições de ensino superior do Brasil, muitos professores buscam instituições estrangeiras no intuito de buscar o aperfeiçoamento profissional. Mas, após a conclusão do curso, as instituições de ensino superior brasileiras dificultam o reconhecimento dos diplomas expedidos pelas instituições estrangeiras”, explica professor Vicente Celestino.

De acordo com a Associação, a nova Lei Municipal vai beneficiar a mais de 200 pessoas que hoje estudam no estrangeiro e, de forma imediata, a 35 professores que aguardam a admissão de seus diplomas para que recebam os seus direitos, entre eles, a elevação de nível.. “Pessoas que fizeram pós-graduação fora do país e que hoje não têm o seu diploma reconhecido significa um atraso para o nosso país. Por isso, a Câmara de Vereadores de Aracaju, por meio de seu presidente Vinícius Porto está de parabéns ao dar esse exemplo de cidadania”, reforça Celestino.
O presidente da ANPGIEES, professor Vicente Celestino de França comemorou a aprovação do Projeto ao receber das mãos do vereador o Diário Oficial do Município com a publicação da nova Lei. “É uma vitória importante, principalmente quando se avalia a nossa realidade. Diante da escassez de vagas para mestrado e doutorado nas instituições de ensino superior do Brasil, muitos professores buscam instituições estrangeiras no intuito de buscar o aperfeiçoamento profissional. Mas, após a conclusão do curso, as instituições de ensino superior brasileiras dificultam o reconhecimento dos diplomas expedidos pelas instituições estrangeiras”, explica professor Vicente Celestino.
De acordo com a Associação, a nova Lei Municipal vai beneficiar a mais de 200 pessoas que hoje estudam no estrangeiro e, de forma imediata, a 35 professores que aguardam a admissão de seus diplomas para que recebam os seus direitos, entre eles, a elevação de nível.. “Pessoas que fizeram pós-graduação fora do país e que hoje não têm o seu diploma reconhecido significa um atraso para o nosso país. Por isso, a Câmara de Vereadores de Aracaju, por meio de seu presidente Vinícius Porto está de parabéns ao dar esse exemplo de cidadania”, reforça Celestino.
De acordo com a Associação, a nova Lei Municipal vai beneficiar a mais de 200 pessoas que hoje estudam no estrangeiro e, de forma imediata, a 35 professores que aguardam a admissão de seus diplomas para que recebam os seus direitos, entre eles, a elevação de nível.. “Pessoas que fizeram pós-graduação fora do país e que hoje não têm o seu diploma reconhecido significa um atraso para o nosso país. Por isso, a Câmara de Vereadores de Aracaju, por meio de seu presidente Vinícius Porto está de parabéns ao dar esse exemplo de cidadania”, reforça Celestino.
E como reconhecimento pela iniciativa, a Associação Nacional dos Pós-Graduandos em Instituições Estrangeiras de Ensino Superior (ANPGIEES) vai homenagear o vereador Vinícius Porto com a Medalha do Mérito Educador Paulo Freire. A condecoração está prevista para ocorrer no dia 16 do próximo mês em Sessão Especial na Câmara de Vereadores de Aracaju (CMA).
E como reconhecimento pela iniciativa, a Associação Nacional dos Pós-Graduandos em Instituições Estrangeiras de Ensino Superior (ANPGIEES) vai homenagear o vereador Vinícius Porto com a Medalha do Mérito Educador Paulo Freire. A condecoração está prevista para ocorrer no dia 16 do próximo mês em Sessão Especial na Câmara de Vereadores de Aracaju (CMA).

Agora é Lei. Os diplomas de pós-graduação ao nível de especialização, mestrado e ou doutorado, expedidos por Instituições de Ensino Superior regulares dos Estados membros do MERCOSUL, Espanha e Portugal passam a ser reconhecidos pela administração municipal de Aracaju. Projeto de Lei neste sentido foi aprovado, por unanimidade, pela Câmara de Vereadores (CMA) e por ela promulgado, tornando-se a Lei 4414/2013.

Condecoração
E como reconhecimento pela iniciativa, a Associação Nacional dos Pós-Graduandos em Instituições Estrangeiras de Ensino Superior (ANPGIEES) vai homenagear o vereador Vinícius Porto com a Medalha do Mérito Educador Paulo Freire. A condecoração está prevista para ocorrer no dia 16 do próximo mês em Sessão Especial na Câmara de Vereadores de Aracaju (CMA).
Fonte: CMA

martes, 10 de septiembre de 2013

Títulos de pós-graduação do MERCOSUL serão aceitos em MT

A   Assembléia  legislativa aprovou , ontem , substitutivo ao projeto de lei que dispõe sobre o reconhecimento dos diplomas, quando destinados a docência e pesquisa , de pós-graduação , mestrado e doutorado cursados em países do Mercosul  e Portugal . A proposta que se limita á progressão funcional de servidores públicos deverá ser encaminhada ao governador para ser sancionada em um prazo de 15 dias.

Membro da Comissão de Educação na Casa de Leis e professor , o deputado Ezequiel  Fonseca é o principal defensor da causa .Segundo ele , centenas de profissionais sentem-se prejudicados com a demora da admissão dos diplomas pelas instituições brasileiras.  “A proposta Deverá beneficiar milhares de estudantes que escolhem estudar no exterior devido ás dificuldades de acesso aos cursos no Estado”


Conforme o substitutivo, o reconhecimento será concedido desde que certificados por documentos devidamente legalizados. A competência para conceder p reconhecimento de um título pertence em Mato Grosso á universidades públicas e privadas devidamente habilitadas, ou seja , aquela que estejam completamente regularizadas junto ao órgão educacional a quem é atribuído o poder de regulamente o funcionalmente desde tipo instituições.

domingo, 25 de agosto de 2013

Cursos com início em Janeiro 2014

Novos cursos

Mestrados e Doutorados em:
Nutrição;
Administração Hospitalar;
Psicologia Organizacional;
Letras;
Linguística;
Educação Física;
Psicologia Clínica.

Mestrado em:
Criminalística Forense.


Os cursos que você já conhece

Mestrado e Doutorado em:
Administração;
Ciencias da Educação;
Gestão Organizacional;
Gestão Ambiental;
Saúde Pública;
Direito;
Educação Matemática;
Sistemas Informáticos.

Os alunos que fazem Mestrado e Doutorado conosco na mesma universidade pagam apenas o 50% das mensalidades do doutorado.


Maiores informações:
Site: www.postgradosparaguay.com
E-mail:  postgradosparaguay@gmail.com
Skype: postgradosparaguay
Telefone: +595 21 422396